• Telefones: (21) 2547-6115 | (21) 99996-9407
  • Emails: drangeloloss@drangeloloss.com.br | angeloloss@hotmail.com

Minilaparoscopia

Especialidades da Clínica
Minilaparoscopia

Cirurgia minimamente invasiva: minilaparoscopia e cirurgia por portal único

O cuidado com a saúde é uma prioridade em nossas vidas. Entretanto, muitas vezes essa atenção significa interromper nossas atividades cotidianas e laborativas para a realização de um tratamento cirúrgico. E muitos pacientes postergam indefinidamente a resolução de seus problemas de saúde por não observarem uma forma de conciliar o período de recuperação de uma operação com as tarefas do trabalho, os cuidados com a casa e a família., os planos de curto e médio prazo. E ainda, temerosos de um resultado que deixe marcas e cicatrizes que os acompanharão para sempre. Mas, e se fosse possível a realização de operações com um mínimo trauma? Se dessa maneira, pouca ou nenhuma dor estivesse presente? Se assim, pudéssemos receber alta hospitalar no mesmo dia da operação e retomar nossas atividades diárias o mais breve possível? E além disso, e se isso tudo fosse possível sem deixar cicatrizes? Possibilidade interessante?

Pois bem... O conceito de cirurgia minimamente invasiva surgiu a partir dessas ideias, de que quanto menor o trauma infringido a um paciente, menor a resposta do organismo a este trauma e mais rapidamente é a recuperação ao trauma, no caso, a operação. Assim, desenvolvemos um instrumental próprio, muito mais delicado, tanto nos dispositivos de acesso ao abdômen (trocarteres) como nas pinças para manusear os órgãos. E passamos a desenvolver técnicas operatórias que nos permitissem realizar a mesma operação que outrora fora feita pela técnica aberta e depois pela técnica laparoscópica convencional, agora com técnicas minimamente invasivas. Assim, podemos oferecer aos pacientes a possibilidade de uma operação com menor trauma ao organismo, menor dor no pós-operatório, melhores resultados estéticos, uma recuperação mais rápida e um retorno mais breve às atividades cotidianas.

Tecnicamente, falamos que a cirurgia minimamente invasiva pode ser realizada através da minilaparoscopia e da técnica por portal único, ou ainda, pela associação de ambas. A minilaparoscopia consiste na utilização de um instrumental cirúrgico muito mais fino, de modo que ao contrário da laparoscopia convencional, quando incisões de 5 a 12mm eram realizadas no abdômen, agora, punções de 2 e 3mm são feitas e através destas realizamos a mesma cirurgia de outrora, preservando os mesmos preceitos e com a mesma segurança das técnicas já praticadas. Na técnica por portal único, buscamos, através de uma única e pequena incisão intraumbilical, dar acesso à cavidade abdominal ao instrumental cirúrgico. Da mesma forma, realizamos a mesma operação de antigamente, preservando os preceitos e a segurança do procedimento. E ainda, em alguns tipos de operação, associamos ambas as técnicas, somando vantagens e compensando desvantagens de cada método.

O uso destas técnicas, praticada por poucos grupos no Brasil, mas uma realidade crescebte nos Estados Unidos e Europa, vem nos permitindo realizar uma grande gama de operações, quais sejam, operações de vesícula, vias biliares, refluxo, estômago, intestinos, baço, supra-renal, apêndice e hérnias com uma breve recuperação, com resultados estéticos diferenciados e principalmente, com um retorno mais rápido à normalidade da vida cotidiana.